Clique na foto para ampliar Eny Camargo
Soprano

Nasceu na cidade de Vacaria no ano de 1930.

A cantora gaúcha de maior atuação na cena lírica nacional nos anos 60. É detentora do título “A Medalha de Ouro” conferido pela Escola de Artes da Ufrgs. Recebeu no Rio de Janeiro o “Prêmio Reis e Silva” em 1963, sendo considerada uma das melhores vozes surgidas no país.

Fez aperfeiçoamento com a mestra alemã Marion Matheus, com o baixo polonês Bruno Wyzuj e com a mestra espanhola Concepcion Badia, além de haver estudado arte cênica com o “règisseur” francês Max de Rieux e com o maestro Pablo Komlós.

Aprimorou seus estudos, de 1962 a 1964, em Madri, Santiago de Compostela e em Barcelona, na Espanha, onde realizou gravações na Rádio Nacional e apresentações na Televisão.

Como concertista atuou na maioria das capitais do Brasil. Apresentou-se também em Lisboa e Buenos Aires, com grande sucesso.

Com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre participou de vários oratórios, concertos e óperas (Nona Sinfonia, de Beethoven, Carmina Burana, de Carl Orff, Lê Roi David, de Honegger, Magnificat, de Bach, Magnificat, de Vivaldi, Aída, Trovador e Traviata, de Verdi e A Flauta Mágica, de Mozart.

Faleceu no dia 16 de setembro de 1994.