Clique na foto para ampliar Francisco Cauduro
Barítono

Foi um dos mais conhecidos cantores líricos do Rio Grande do Sul. Atuou nas principais montagens de óperas do Estado, em concertos e em recitais. Foi professor de Técnica Vocal do Instituto de Artes da UFRGS. Seu nome ganhou projeção após sua participação na ópera Hansel und Gretel, em 1955, por sua voz extensa, volumosa e densa, aliada a uma grande capacidade dramática.

Sua vida profissional, que seguiu-se ao término do Curso de Canto no então Instituto de Belas Artes do Rio Grande do Sul, desenvolveu-se basicamente em Porto Alegre, onde se destacou como Amonasro em Aída, na grandiosa montagem feita pela OSPA no Auditório Araújo Vianna em 1965. Foi um Alfio inesquecível na Cavalleria, em 1966 e um marcante Sharpless na Butterfly em 1967. Em 1986 interpretou novamente o papel na Cavalleria Rusticana, sob a direção de Túlio Belardi e com a participação de Nelly Baldauf, Sérgio Sisto, Marta Nóbrega e Maria de Lourdes Seabra.

Entre seus diversos trabalhos destacam-se, ainda, os realizados em O Trovador, A Flauta Mágica, Tanhauser, Rigoletto, Fidélio e Lo Schiavo.