Clique na foto para ampliar João Alberto Persson
Tenor

Nascido a 11 de julho de 1935, em Estrela-RS.

Iniciou seus estudos em Porto Alegre com a soprano Branca Bagorro. Depois estudou com Frederico Gerling Júnior. Mais tarde aperfeiçoou-se com Marion Matheus (Alemanha) e Silvio Bueno Teixeira (São Paulo). Estudou, ainda, na Argentina, México e Itália (Milão).

Estreou em Porto Alegre com La Traviata, cantando com Eny Camargo sob a regência de Pablo Komlós.

Nas temporadas de 1962 e 1963 participou das óperas Madama Butterfly, Barbeiro de Sevilha e La Bohème. Transferiu-se para o Rio de Janeiro e passou a se apresentar na maioria das temporadas realizadas nas maiores capitais brasileiras.

Em 1960 havia ganho o importante Concurso Beniamino Gigli, competindo com 280 cantores.
Venceu, também, concurso de canto promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Cantou na Temporada Internacional da Colômbia, organizada e dirigida pelo Maestro Nino Stinco.

Em Bogotá ocorreu fato marcante em sua carreira. À última hora teve que substituir ao já celebrado tenor Ferruccio Tagliavini, indisposto, no papel de Almaviva no Barbeiro de Rossini. Sua excelente atuação lhe rendeu aplausos frenéticos da platéia que somente ao final do primeiro ato foi informada que aplaudiam a Persson e não a Tagliavini.

Em 1967, na Temporada do Teatro Leopoldina, interpretou Fausto e Pinkerton.

João Alberto Persson faleceu em 05 de agosto de 2013.