Clique na foto para ampliar Juremir Vieira
Tenor

Começou no Coral da PUCRS. Logo após, participou de diversos corais de câmera e também de música renascentista. Seguiu sua formação com a soprano Lory Keller, na Escola de Música da OSPA, em 1991.

Fez seu debut artístico em 1989, em Porto Alegre, nos papéis de Borsa em Rigoletto e Monostatos, na Flauta Mágica, de Mozart. Em seguida, interpretou os papéis protagônicos em Il matrimonio secreto, de Cimarosa, em Um romance gaúcho, de Tasso Rangel, em Cosí fan tutte e em La Bohème. Venceu o Concurso Jovens Solistas da OSPA em 1992. No mesmo ano, venceu o Primeiro Concurso Nacional de Canto Lírico Carlos Gomes, no Rio de Janeiro.

A partir de 1991, passou a cantar óperas, concertos e oratorios em Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, São Paulo e Manaus, tendo sido dirigido pelos maestros Túlio Belardi, David Machado, A. Escobar, H. Morelembaum, T. Tibiriçá, Júlio Medagila, Tiago Flores, Ian Bressan, Luiz Malheiro, Silvio Barbato, Frederico Gerling Júnior, Roberto Duarte, John Neschling e Isaac Karabtchevsky.

Em 1995 foi um dos vencedores do Concurso Luciano Pavarotti - International Voice Competition - na Philadelphia, EUA. No ano seguinte, foi escolhido, pessoalmente, por Luciano Pavarotti para cantar os papéis de Edgardo em Lucia de Lammermoor e o de Mario Cavaradossi em Tosca dando início à carreira internacional.

Fixado na Suíça, passa a desenvolver intensa atividade operística também em cidades da Irlanda, Bélgica, Itália, Áustria, Sérvia, Romênia, França e Alemanha. Em seu repertório estão incluídas as óperas Fausto, Madama Butterfly, Simon Bocanegra, La Traviata, Carmen, Attila, O Morcego, Rigoletto, La Bohème, O Cavaleiro da Rosa, Nabucco, Os Contos de Hoffmann, Norma, Macbeth, Tosca, Turandot, Gianni Schicchi, Luisa Miller, Lucia de Lammermoor e A Dama de Espadas.