Clique na foto para ampliar Paulo Mello
Tenor

Natural de Itaqui, onde nasceu em 23/06/1932.

Iniciou estudos de canto com o professor José Dantas Pimentel. Mais tarde foram seus orientadores Frederico Gerling Júnior e Branca Bagorro.

Estreou com a Cavalleria Rusticana, em 1960, no Theatro São Pedro, sob a regência de Santiago Guerra. Foi vencedor do Concurso Nacional de Canto, realizado em 1962, no Rio de Janeiro, obtendo o 1º lugar na categoria Tenor Spinto.

Passou a desempenhar vários papéis no movimento operístico nacional. Em 1963 trabalhou na Lucia de Lammermoor sob a regência de Molinari Pradelli e ao lado de Giana D’Angelo e Piero Capuccilli, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Integrou, também, o elenco nas montagens operísticas da OSPA: Il Trovatore, Carmen, Rita (1966); As Walkirias (1976). Em 1978 interpretou Alfredo em La Traviata, no Teatro Solis, de Montevidéo, sob a regência de Túlio Belardi. Em 1980 apresentou-se em Missões, de Roberto Eggers e em 1981 na opereta Pais dos Sorrisos, de Franz Lehar.

Foi solista na montagem caxiense da Cavalleria Rusticana, em 1984, ano em que participou, também, da montagem da OSPA de La Traviata. Em 1985 fez parte do elenco de A Viúva Alegre. Em 1986 foi Canio em I Pagliacci, com direção de Túlio Belardi, tendo sido esta sua última apresentação.

Paulo Mello faleceu em Porto Alegre, em 05 de outubro de l988.